Conteúdos Flex

Geração de Talentos aprimora em profissionais habilidades em gestão

30 de janeiro de 2019

Compartilhar:

Em 2018 o programa Geração de Talentos da Flex formou 282 profissionais e contribuiu para realização de mais de 340 processos seletivos.


Rodrigo Baptista Sampaio é um dos profissionais Flex que começou o ano cheio de expectativas e planos na carreira. Isso porque ele concluiu em janeiro o Geração de Talentos. Programa que por meio de aulas teóricas e práticas, capacita e desenvolve nos profissionais habilidades de gestão e liderança. Com o aprendizado que adquiriu no curso, o backoffice da Unidade Boa Esperança almeja novas conquistas em sua escalada de crescimento na empresa.

“O Geração de Talentos foi um divisor de águas para mim, pois aprimorou as habilidades que eu tinha naturalmente e me ajudou a desenvolver outras competências. Durante o curso desenvolvi meu senso de liderança e aprendi muito sobre os valores, a cultura implantada na Companhia e os motivos pelos quais devemos seguir as sete atitudes. Também aprendi que a busca por resultados tem que ser feita de forma constante e sustentável, sendo aprimorado com o uso e adaptação às novas tecnologias e sem esquecer do principal, que é o material humano. Entrei no Geração com o sonho de ser supervisor e saí com o sonho de ser líder”, afirma Rodrigo Sampaio.

O Geração de Talentos, que ano passado foi reconhecido com o Prêmio Ser Humano SC da Associação Brasileira de Recursos Humanos (ABRH) de Santa Catarina, é conduzido pela área de Desenvolvimento da Flex. A iniciativa, que já contribuiu para a realização de mais de 340 processos seletivos internos, capacitou em 2018 cerca de 282 profissionais.

“O programa amplia a visão do profissional. Os conteúdos que abrangem a cultura Flex, regras internas, rotina dos líderes, indicadores, ferramentas de gestão, marketing pessoal, processos seletivos, gestão do tempo, oratória, redação, matemática, raciocínio lógico e principais funções do Excel, contribuem para o maior conhecimento referente à empresa e ao mercado de trabalho como um todo. O Geração ajuda o profissional, que passa a ser visto como referência dentro das operações, a ter mais clareza sobre gestão de pessoas”, explica a gerente de Desenvolvimento, Alessandra Pasold.

Formatura Geração de Talentos

Em janeiro deste ano, o Geração de Talentos formou mais algumas turmas em São Paulo. A solenidade dos 32 formandos foi prestigiada por diretores, superintendentes, tutores de Estágio, orientadores de Trabalho de Conclusão de Curso (TCC), familiares e amigos. Jennifer Maysa Nascimento de Almeida é uma das profissionais que concluíram o programa este ano. A participação no Geração de Talentos, além de contribuir para novos aprendizados, possibilitou que Jennifer tivesse outras oportunidades na carreira.

Geração de Talentos aprimora em profissionais habilidades em gestão“A cada aula que tínhamos, o desejo de crescimento profissional só aumentava. Até que tivemos uma aula de Planejamento, Command Post e Control Desk com o Charles Ishikawa. Todo o conhecimento que ele passou em aula, despertou em mim mais interesse e vontade de conhecer e me aprofundar na área. Em dezembro de 2018, no portal de vagas da Flex, vi um edital para assistente de Control Desk. Enxerguei ali uma oportunidade e me inscrevi. Passei na prova de raciocínio lógico e usei o que eu aprendi em aula para fazer a prova de Excel, a entrevista com o RH e com a gestão. No início do ano recebi a notícia de que tinha sido aprovada para o novo cargo”, conta Jennifer que trabalha na Unidade Atucuri.

Para a operadora da Unidade Dom Pedro, Tatiane Gonzalez, o curso possibilitou ir além do aprimoramento de técnicas e habilidades. “Para realizar gestão de pessoas, todos os ensinamentos do curso são muito essenciais. Pra mim o programa foi fundamental na empatia para ser um líder de sucesso. Os incentivos da empresa são diferenciais e evolutivos na vida profissional. É muito gratificante ter participado do programa, saber que levo o conhecimento adquirido comigo e que, no futuro próximo, poderei repassá-lo aos demais profissionais da empresa”, salienta Tatiane.

De acordo com Alessandra Pasold, a percepção do profissional sobre a Companhia é uma das principais mudanças dos alunos ao longo do programa. “Ele passa a enxergar a empresa com senso de dono, de forma mais madura e com um olhar mais estratégico. Ele sabe a importância de ser exemplo e sabe o que esperamos dos líderes, o que facilita seu desempenho quando assume um cargo de liderança”, completa a gerente.

O processo seletivo

O processo seletivo começa antes mesmo do início do curso. A equipe da área de Desenvolvimento avalia se o candidato tem bom histórico (não pode ter faltas, medidas disciplinares e/ou comportamentais) e identifica qual o grau de escolaridade. A partir daí, outros requisitos são avaliados durante as aulas, como por exemplo potencial de evolução de cada inscrito, se o profissional é comunicativo, se tem espírito de liderança e facilidade em trabalhar em equipe.

“Avaliamos sempre o potencial de cada um e se possuem as competências básicas para ocupar cargos de liderança. O mais importante é a vontade de aprender, de querer evoluir e de se autodesenvolver”, conclui Alessandra Pasold.